(41) 98899-9587
(41) 3323-4647
contato@noemiaingracio.adv.br

Benefício de Prestação Continuada BPC

Benefício de Prestação Continuada BPC

Benefício para pessoas de baixa renda BPC

Você sabia que pessoas de baixa renda possuem direito a uma espécie de benefício previdenciário? Este benefício é possível graças a lei n° 12.470 e o BPC.

Muitas pessoas pensam que o único programa de auxílio de renda público é o Bolsa Família. Isso é compreensível, visto que este programa é um dos mais conhecidos da história do nosso país.

Mas o Brasil possui mais de 22 programas sociais, que beneficiam cerca de 57 milhões de pessoas. E nestes programas podemos citar o BPC.

Nunca ouviu falar em BPC? Fique tranquilo que você irá entender mais sobre o assunto neste artigo. Confira agora!

O que é o BPC?

A sigla BPC significa Benefício de Prestação Continuada e este benefício é destinado a pessoas com baixa renda.

Este benefício garante o valor de um salário mínimo mensal, garantido pela Lei Orgânica da Assistência Social. Em 2020 o valor do BPC é de R$ 1.045,00 que é o valor vigente do salário mínimo.

Destinado a pessoas com deficiências independente de idade, e a idosos a partir de 65 anos, o BPC beneficia estes cidadãos desde que seja comprovada a necessidade do benefício.

Além destes dois requisitos para se enquadrar no BPC, ainda existem alguns critérios que devem ser cumpridos para que o benefício seja concedido.

Principais requisitos para ter o BPC

Um dos principais pontos analisados para a liberação do BPC é que o solicitante não esteja recebendo nenhum outro tipo de benefício ou aposentadoria.

Além disso, é necessário que a renda familiar do interessado seja inferior a ¼ do salário mínimo por pessoa. No entanto, se o valor for superior pode ser discutido na Justiça o direito ao benefício.

O solicitante será submetido a avaliação social.

A família interessada no BPC também precisa ter cadastro atualizado no CadÚnico, o Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal.

Quais documentos são necessários para o BPC?

É importante contar com o auxílio de um especialista na área para garantir que tudo esteja correto. Antes de ir ao INSS, organize sua documentação e garanta que não faltará nada.

Os documentos necessários, por padrão, são:

  • Certidão de nascimento ou casamento;
  • Documento de identidade, carteira de trabalho, ou outra documentação com foto que possa identificar quem é você;
  • Estudo social (disponibilizado após entrevista com agente do CRAS).
  • CPF, se tiver;
  • Comprovante de residência;
  • Documento legal, no caso de procuração, guarda, tutela ou curatela;
  • Laudo médico da pessoa com deficiência;

Não se esquecer também de ter o cadastro no CadÚnico atualizado. Sem esta informação em dia, é impossível o INSS liberar o acesso ao BPC para o contribuinte.

Se você gostou deste texto, não se esqueça de recomendar para seus conhecidos e de nos
seguir nas redes sociais!

 

Acompanhe nosso blog para mais conteúdos como este!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.